Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

Congresso quer ter acesso à versão "não censurada" do relatório de Mueller

Querem texto para poder apurar se há bases para uma acusação de obstrução da Justiça contra Trump.
Francisco J. Gonçalves 19 de Abril de 2019 às 23:37
Trump considera que as conclusões da investigação de Mueller o ilibam de conluio e de obstrução à Justiça
Donald Trump
Donald Trump, Presidente dos EUA
Trump considera que as conclusões da investigação de Mueller o ilibam de conluio e de obstrução à Justiça
Donald Trump
Donald Trump, Presidente dos EUA
Trump considera que as conclusões da investigação de Mueller o ilibam de conluio e de obstrução à Justiça
Donald Trump
Donald Trump, Presidente dos EUA
O Comité Judicial do Congresso dos EUA requereu esta sexta-feira o acesso à versão "não censurada" do relatório da comissão de Robert Mueller sobre o alegado conluio entre Donald Trump e a Rússia.

O pedido do comité surge um dia depois de o procurador-geral dos EUA, William Barr, tornar pública uma versão com cortes, alegadamente por razões de segurança e não para deturpar as conclusões de dois anos de investigação.

O relatório não é conclusivo quanto ao delito mais grave em que Trump pode ter incorrido, o de obstrução da Justiça, mas Mueller lista 11 situações nas quais o presidente tentou parar a investigação ou influenciar testemunhas.

Mueller terá ficado aquém de uma acusação a Trump para respeitar a tradição do Departamento de Justiça de não acusar um presidente em exercício. Mas deixou essa possibilidade em aberto ao frisar: "O Congresso pode aplicar as leis de obstrução ao exercício corrupto do poder de um presidente, seguindo o sistema constitucional e o princípio de que ninguém está acima da lei".

Jerry Nadler, presidente do Comité Judicial, pareceu disposto a seguir essa via ao afirmar logo que as 448 páginas do relatório foram divulgadas: "Há indícios perturbadores de que Trump incorreu em obstrução da Justiça."

Contudo, a 18 meses das eleições presidenciais de 2020, uma destituição de Trump divide até a oposição democrata, não sendo credível que venha a ser viabilizada no Congresso.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)