Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

Coreia do Norte mata oficial por ir a casa de banho pública enquanto estava sob quarentena

Ainda não há casos confirmados do vírus no país.
Correio da Manhã 13 de Fevereiro de 2020 às 13:22
 Kim Jong Un
Kim Jong Un FOTO: Reuters

Um oficial norte-coreano foi preso e logo depois morto a tiro por arriscar a propagação do coronavírus depois de ter ido a uma casa de banho pública enquanto estava sob quarentena.

O homem foi isolado sob uma política de isolar qualquer pessoa que estivesse na China ou estivesse em contacto com o povo chinês depois de viajar para a China com o militar Kim Jong-un.

Ainda não há casos confirmados do vírus na Coreia do Norte mas o país tomou medidas drásticas para impedir que a doença se espalhe pela fronteira com a China.

Há relatos que indicam que outro oficial foi exilado numa fazenda norte-coreana depois de tentar esconder as viagens que fazia à China. Este último teria sido membro da Agência de Segurança Nacional do reino secreto.

Na quarta-feira, Pyongyang anunciou que as pessoas ficariam 30 dias em quarentena, o dobro do tempo recomendado pelos chefes de saúde do mundo.

As televisões estatais informaram que a Sociedade da Cruz Vermelha da Coreia do Norte tinha sido enviada para "áreas relevantes" por todo o país para monitorizar pessoas com possíveis sintomas.

A Coreia do Norte adotou medidas de quarentena semelhantes durante a SARS em 2002 e 2003, que também começou na China. O país não registou nenhum caso de SARS na altura.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)