Eleitores de Bolsonaro causam desacatos em Lisboa

Candidato da extrema direita ganhou várias mesas eleitorais do voto dos emigrantes. Apoiantes provocaram eleitores.
07.10.18

A votação dos eleitores brasileiros registados em Lisboa ficou, na tarde deste domingo, marcda por desacatos, quando apoiantes de Jari Bolsonaro lançaram provocações dirigidas contra os eleitores de candidatos rivais que votavam nas mesas a funcionar na Faculdade de Direito de Lisboa.

Ainda assim, segundo os resultados afixados no final da votação (que encerrou às 17h00), Bolsonaro, candidato da extrema direita, terá ganho na capital portuguesa com uma larga vantagem.




Os resultados das eleições no Brasil só começam a ser divulgados a partir das 17h00 no estado de Acre, o último a fechar as urnas. O que quer dizer os primeiros dados chegam às 23h00 de Portugal continental, Por essa hora, devem ser também divulgadas as sondagens à boca da urna. No Brasil vota-se através de um sistema eletrónico, o que torna mais rápido o apuramento dos resultados.

Bolsonaro vence na Ásia e Oceania

Muitos eleitores brasileiros que votaram fora do país já fazem circular nas redes sociais os resultados parciais das urnas do exterior. Pelo menos 16 países encerraram a votação antes das 12h00 horas deste domingo, 7 de outubro, devido às diferenças de fuso horário.

E já são conhecidos alguns resultados, alguns dos quais inesperados. Na Nova Zelândia, por exemplo, Bolsonaro teve 41% dos votos e Ciro Gomes foi o segundo, com 26,1%, relegando Haddad para um supreendente quinto lugar. Também na Austrália Bolsonaro ganhou, outra vez com Ciro Gomes em Segundo, mas por uma margem mais pequena. 

Em Xangai, na China os eleitores deram vitória a Bolsonaro no primeiro turno.

Já na Europa, o panorama é bem diferente. Em Paris, de acordo com o site RFI, Ciro Gomes teve 31,11% dos votos. Haddad teve 25,8% e Bolsonaro teve 25,1%.

A votação das presidenciais acontece entre as 8h e as 17h no horário de cada país onde há eleitores cadastrados para votar. Dessa forma, países como China, Japão e Austrália fecham as urnas antes mesmo de a eleição ter início no Brasil.

Após esse horário, a sessão é encerrada e o responsável deve imprimir cinco cópias do Boletim de Urna. Destas, uma é colocada no quadro de avisos do local para que os eleitores possam conferir o resultado daquela sessão, explica o Tribunal Superior Eleitoral do Brasil (TSE) no seu site on-line.

Os eleitores podem, então, fotografar os Boletins de Urna com os resultados da localidade em que se encontram. Para chegar ao resultado parcial de cada país, é preciso somar todos os votos de todas as sessões.

No entanto, o TSE avança que essas informações não devem ser confundidas com os resultados finais. A contagem de votos oficial tem início apenas depois do encerramento de todas as sessões eleitorais no Brasil e no exterior, o que ocorre às 19 horas no horário de Brasilía (23 horas em Lisboa).

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!