Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

Estudo explica porque se experimentam mais drogas no verão

Estação mais quente do ano 'pede' mais convívios, mais festas e também mais excessos.
Correio da Manhã 23 de Julho de 2019 às 15:10
Drogas
Drogas
Drogas
Drogas
Drogas
Drogas

O verão é a época que ‘pede’ mais viagens, passeios na praia, convívios e, por vezes, um ou outro escaldão.

No entanto, de acordo com uma pesquisa publicada esta terça-feira no Journal of General Internal Medicine, é também no verão que é mais provável iniciar o consumo de drogas como a cocaína, o ecstasy e LSD.

O estudo avança mesmo que no verão o consumo é de mais 30 por cento de ecstasy e 28 por cento de cocaína. A descoberta, citada pela CNN, sugere um ligeiro – mas consistente – aumento na disposição das pessoas para experimentar drogas. Este comportamento deve-se ao aumento das temperaturas e às férias, aponta o estudo.

Joseph Palamar, médico responsável pelo estudo e professor na área de saúde na Universidade de Medicina, em Nova Iorque, afirmou que o clima do verão propicia novas experiências.

"As pessoas não estão a trabalhar, os jovens não estão a estudar, há menos para fazer", começou Palamar, afirmando que há uma tendência para frequentar mais locais, conhecer novas pessoas e consequentemente aumentar a probabilidade de experimentar drogas no decorrer dos eventos de verão.

"Atualmente, as experiências em festivais são cada vez maiores", continuou o especialista, afirmando que os espectáculos, combinados com altas temperaturas, podem tornar o primeiro contacto com as drogas arriscado.

"Por exemplo, experimentar ecstasy enquanto está alcoolizado e simultaneamente dançar num clima quente, pode tornar-se realmente perigoso", disse Palamar.

A partir das respostas dos inquiridos neste estudo, os pesquisadores concluiram que o uso de drogas pela primeira vez – cocaína, LDS e erva – aumentou durante o verão e a maior parte dos inquiridos associou o consumo aos festivais de verão.

Ver comentários
}