Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

Grávida morre após ser infetada com novo coronavírus em festa surpresa

Camila Graciano estava em isolamento desde início da pandemia, mas bastou uma convidada com Covid-19 para se dar a tragédia.
Correio da Manhã 26 de Agosto de 2020 às 16:50
Camila estava grávida de oito meses
Camila estava grávida de oito meses
Camila estava grávida de oito meses
Camila estava grávida de oito meses
Camila estava grávida de oito meses
Camila estava grávida de oito meses
Camila estava grávida de oito meses
Camila estava grávida de oito meses
Camila estava grávida de oito meses

Uma mulher grávida, de 31 anos, morreu com Covid-19 em Anapolis, no Brasil, após ser infetada com o novo coronavírus numa festa surpresa de chá de bebé, preparada pelas amigas.

Camila Graciano, professora, tinha tomado todas as medidas de prevenção e de segurança e, com medo da Covid-19, tinha estado desde o início da pandemia em absoluto isolamento.

As amigas e colegas da escola onde Camila trabalhava, que notavam a professora triste, quiseram animá-la e, por isso organizaram uma festa surpresa de chá de bebé, para assinalar o oitavo mês de gravidez de Camila. A festa revelou-se fatal para a brasileira.

Uma das amigas que foi ao pequeno evento, onde foram tomadas muitas medidas de segurança e prevenção, estava com Covid-19 e não sabia (estava ainda assintomática). Acabou por infetar Camila com o novo coronavírus.

"Pouco depois ela piorou e começou a ter sintomas e contou a todos os convidados. Infelizmente a minha irmã foi uma das pessoas infetadas", conta o irmão de Camila, Daniel Hélio Ambrósio.

Três dias depois da festa, Camila foi levada de urgência para o hospital. Com a maioria dos hospitais sem camas disponíveis, a família revela que foi muito difícil encontrar uma unidade de cuidados intensivos que recebesse a brasileira.

Para salvar o bebé, os médicos foram obrigados a induzir o parto, temendo que Camila não sobrevivesse. Após o parto, a mulher começou a recuperar e a família ainda teve esperança. "Logo após dar à luz a condição dela melhorou muito. Até os médicos disseram para termos fé", conta o irmão.

Mas, na passada sexta-feira, a Covid-19 ganhou força e matou Camila, que estava com os pulmões seriamente afetados. A recém-mamã mal chegou a ver a filha bebé.

"Graças a Deus que a minha sobrinha está bem. Respira sozinha na incubadora, não precisa de oxigénio", conta o irmão de Camila. A bebé está ao cuidados dos médicos e não está infetada com Covid-19, numa altura em que a família ainda está a cumprir os 14 dias de isolamento profilático.

Mais informação sobre a pandemia no site dedicado ao coronavírus - Mapa da situação em Portugal e no Mundo. - Saiba como colocar e retirar máscara e luvas - Aprenda a fazer a sua máscara em casa - Cuidados a ter quando recebe uma encomenda em casa. - Dúvidas sobre coronavírus respondidas por um médico Em caso de ter sintomas, ligue 808 24 24 24
Camila Graciano Covid-19 em Anapolis Brasil questões sociais saúde morte política
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)