Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Helicópteros largam comida para animais que estão a morrer à fome nos fogos na Austrália

No total, foram enviados mais de dois mil quilos de batata-doce e cenouras.
Correio da Manhã 12 de Janeiro de 2020 às 16:49
Helicópteros largam comida para alimentar animais nos fogos da Austrália
Helicópteros largam comida para alimentar animais nos fogos da Austrália
Helicópteros largam comida para alimentar animais nos fogos da Austrália
Helicópteros largam comida para alimentar animais nos fogos da Austrália
Helicópteros largam comida para alimentar animais nos fogos da Austrália
Helicópteros largam comida para alimentar animais nos fogos da Austrália

Vários helicópteros estão a ser usados para alimentar os animais selvagens que estão a morrer à fome nos incêndios florestais na Austrália. O governo do estado australiano Nova Gales do Sul está a enviar milhares de quilos de batata-doce e cenoura.

O Serviço Nacional de Parques e Vida Selvagem da Nova Gales do Sul iniciou a "Operação Rock Wallaby" para proteger da melhor forma a natureza que está em risco. Na semana passada, o Serviço Nacional esteve a recolher alimentos para alimentar os cangurus que estão nos vales de Capertree e Wolgan.

No total foram mandados mais de dois mil quilos de legumes frescos para os animais.       

Matt Kean, o ministro do Meio Ambiente de Nova Gales do Sul, disse que os animais conseguiram fugir dos incêndios mas acabaram por ficar sem fontes de alimento. "Os cangurus sobrevivem ao próprio fogo, mas são deixados presos com comida natural limitada à medida que o fogo destrói a vegetação", explicou o ministro.

Já estão a ser montadas câmaras para ser possível "monitorizar a captação de alimentos e o número de variedade de animais que lá há". Como explicou Kean, o trabalho fica mais dificultado, uma vez que os cangurus já estavam sob stress devido à seca, o que torna a sobrevivência da espécie mais complicada.  

O ministro do Meio Ambiente garante que vão estar atentos às espécies nativas para perceber o progresso das mesmas na recuperação pós-incêndio florestal.

Foi estimado pelo World Wildlife Fund que cerca de mais de um bilião de animais morreram de forma direta ou indireta nos incêndios florestais na Austrália. Milhares de coalas, cangurus e cacatuas são algumas das espécies.

O canguru é a principal espécie que tem falta de alimentos. Antes dos incêndios já era considerada uma espécie em risco devido à destruição do habitat.

Mais dois aviões foram carregados e estão pronto para voltar a distribuir alimentos a partir de segunda e terça-feira da próxima semana.

Austrália Nova Gales do Sul ambiente acidentes e desastres incêndios natureza animais alimentos fome
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)