Meninas de 11 e 12 anos brutalmente executadas em guerra de gangues no Brasil

Polícia acredita que as menores foram vítimas de vingança, depois de namorado de uma delas também ter sido assassinado.
Meninas de 11 e 12 anos brutalmente executadas em guerra de gangues no Brasil
Foto Direitos Reservados

Duas meninas brasileiras, de apenas 11 e 12 anos, foram brutalmente executadas a tiro e uma delas teve ainda a garganta cortada em mais um crime que a polícia julga estar ligado a uma guerra entre duas facções rivais que lutam pelo tráfico de droga na cidade de Rio das Ostras, no interior do estado do Rio de Janeiro. Os corpos das duas meninas foram encontrados num matagal perto do povoado de Rio Dourado, na área rural de uma cidade vizinha a Rio das Ostra.

Foram as próprias mães das duas menores que fizeram o doloroso reconhecimento delas. Depois de terem constatado, ao amanhecer, que as meninas não tinham dormido nas suas respectivas casas, em Rio das Ostras, e ao ouvirem a notícia de que na cidade vizinha, Casimiro de Abreu, tinham sido encontrados os corpos de duas meninas, as mães correram para lá em desespero e confirmaram a trágica realidade.

A polícia não divulga detalhes sobre a investigação, para não prejudicar o esclarecimento dos crimes, mas acredita que as duas meninas podem ter sido vítimas de uma sangrenta disputa entre facções pelo controlo do tráfico e sido executadas como vingança de uma quadrilha contra a outra. O namorado de uma das meninas, que apesar da pouca idade já namorava e freqüentava festas, também apareceu morto na semana passada, igualmente crivado de balas, no mesmo local onde as amigas foram agora encontradas agora.

Apesar da violência ser uma triste rotina no Brasil e, particularmente, no Rio de Janeiro, a brutal execução das duas meninas provocou uma onda de pesar nas redes sociais, onde elas costumavam participar activamente. A polícia acredita que as amigas, que moravam perto uma da outra e costumavam andar sempre juntas, foram seqüestradas logo ao saírem de casa em Rio das Ostras, levadas de carro á força para Casimiro de Abreu e executadas no local onde os seus corpos foram encontrados, pois havia muitas cápsulas de pistola automática calibre 380 em redor

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!