Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Ministro venezuelano acusa EUA de tentarem derrubar governo de Maduro e pede que líderes cheguem a acordo

Jorge Arreaza dirigiu-se ao Conselho de Direitos Humanos da ONU para pedir uma reunião entre Trump e Nicolás Maduro.
27 de Fevereiro de 2019 às 19:28
Jorge Arreaza
Jorge Arreaza
Trump discursou em Miami ante membros da comunidade venezuelana e elogiou a coragem dos que combatem Maduro
Nicolàs Maduro
Jorge Arreaza
Jorge Arreaza
Trump discursou em Miami ante membros da comunidade venezuelana e elogiou a coragem dos que combatem Maduro
Nicolàs Maduro
Jorge Arreaza
Jorge Arreaza
Trump discursou em Miami ante membros da comunidade venezuelana e elogiou a coragem dos que combatem Maduro
Nicolàs Maduro
Jorge Arreaza, ministro venezuelano ddos negócios estrangeiros, dirigiu-se esta quarta-feira ao Conselho de Direitos Humanos da ONU para pedir que Nicolás Maduro e Donald Trump se reúnam para "tentarem encontrar um terreno comum e explicarem as suas diferenças".

O ministro acusa dos EUA de quererem derrubar o governo de Nicolás Maduro e afirma que a Venezuela perdeu cerca de 26 biliões de euros em ativos "confiscados" desde novembro de 2017 sob sanções.

Areeaza disse ainda que Maduro "está pronto para o diálogo" com a oposição venezuelana.

Dezenas de diplomatas, principalmente de países latino-americanos, saíram quando Arreaza começou a falar, enquanto alguns embaixadores europeus boicotaram o discurso.

Os Estados Unidos e dezenas de outras nações reconheceram o líder da oposição Juan Guaidó como o presidente interino da Venezuela, mas Maduro ainda controla as instituições militares, estatais e petrolíferas Petróleos de Venezuela SA, que representam 90% da receita de exportação do país.

"Há uma tentativa por parte de poderes externos de derrubar um governo eleito, o que vai contra todas as regras do direito internacional", disse Arreaza.

Os Estados Unidos atacaram o governo venezuelano com novas sanções na segunda-feira e pediram aos aliados que congelem os bens da estatal PDVSA (Petróleos de Venezuela), após a ajuda humanitária ter sido bloqueada este fim de semana.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)