Reveladas primeiras imagens de modelo durante sequestro

Anúncio colocado na ‘Dark Web’ pedia cerca de 250 mil dólares pela venda da jovem como escrava sexual.
Por Pedro Zagacho Gonçalves|09.08.17

Foram reveladas as primeiras imagens de Chloe Ayling, a modelo raptada por um gang em Itália, durante o sequestro da jovem de 20 anos. Várias fotografias foram enviadas para jornais britânicos e surgiram também na ‘Dark Web’, num anúncio que supostamente serviria para arranjar quem quisesse comprar a inglesa como escrava sexual.

As fotografias mostra Chloe deitada no chão, vestida com um fato de banho, com um seio de fora. Na barriga a jovem tem uma nota. No anúncio ler-se-ia que podia ser feita a encomenda "em coleção" e eram oferecidas "raparigas que podem ser enviadas para todo o mundo".

O anúncio explicava que Chloe era inglesa e que estava em Itália, sendo descrita como "uma modelo em início de carreira".

Depois da história ser divulgada, Chloe foi ouvida pelas autoridades e já ganhou fama em todo o mundo. Logo assim que chegou ao Reino Unido, a jovem fez uma sessão fotográfica nua, que o agente explica que aconteceu por ser "a maneira de ela lidar com as coisas".

Entretanto, Chloe já foi abordada pela agência de celebridades internacionais Kruger Cowne e é agora representada pelo mesmo órgão responsável por gerir a fama de Bob Geldof, Bear Grylls ou o irmão da princesa Diana, Charles Spencer.

Ao que tudo indica, Chloe deverá deixar o trabalho como modelo de glamour e poderá começar a desfilar em passerelles.

Autoridades investigam inconsistências no caso

Os media italianos questionam a veracidade do testemunho de Chloe sobre os seis dias em que foi mantida em cativeiro. Em causa está o facto de Chloe Ayling ter conhecido o raptor no passado e este a ter levado às compras quando ela perdeu os sapatos após o rapto. 

Chloe Ayling afirmou que tinha sido raptada em Milão por quatro ou cinco homens, mas só dois estão sob o escrutínio das autoridades. Um deles é Lukasz Herba, polaco residente no Reino Unido, que terá pedido um resgate de 250 mil euros ao agente da jovem, sob a ameaça de a vender na Dark Web como escrava sexual.

A polícia italiana não põe em causa que a jovem tenha sido raptada, mas os media estão em cima do caso, revelando que Chloe conhecia o raptor de uma sessão fotográfica em Paris e questionando porque foi tão atencioso ao ponto a levar às compras. 

Chloe disse ainda que partilhou a cama com Lukasz e que este nunca a atacou. Uma amiga da modelo afirmou que ela foi simpática para o raptor porque estava a ser observada e podia ser assassinada a qualquer momento. 

As autoridades italianas estão a investigar também a hipótese de Chloe ter encenado o rapto para obter dinheiro do seu agente. O antigo agente e de Chloe, assim como a advogada da jovem modelo já disseram que estas acusações são "ridículas".

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!
Comentário mais votadoEscreva o seu comentário
  • De AVATAR00711.08.17
    Mais uma prostituta a solta que queria se fazer passar por mulher séria.
1 Comentário
  • De AVATAR00711.08.17
    Mais uma prostituta a solta que queria se fazer passar por mulher séria.
    Responder
     
     0
    !