Advogada do 'Jet Set' pede ajuda ao Estado mas conduz Porsche

Causídica requereu apoio judiciário à Segurança Social por viver em situação de carência.
Por Nelson Rodrigues e Ana Silva Monteiro|19.02.19
Joana Ramirez diz viver na Foz do Douro, uma das zonas mais exclusivas (e caras) da cidade do Porto, e ficou conhecida por circular ao volante de um Porsche pelas ruas da Invicta. Agora, no âmbito de uma multa a que foi condenada a pagar, por ter entregado um requerimento fora de prazo, relativo a um processo em que disputa o direito a 6,5% da empresa conserveira do ex-marido, Vasco Ramirez, a advogada, que já comentou a vida de famosos em programas de televisão, alega viver em situação de pobreza.

Pediu apoio judiciário à Segurança Social e o Estado vai agora arcar com as custas judiciais no âmbito deste processo – após o apoio lhe ter sido concedido no final de janeiro.

Neste apoio judiciário, Joana Ramirez alega que, por exemplo, recebeu 9800 euros no ano 2018 e cerca de 3600 € em 2017. Garante ainda que no ano 2016 não declarou qualquer rendimento. A advogada atesta ainda que necessita do apoio judiciário, atribuído a pessoas carenciadas, uma vez que é a mãe, Rosalina, quem a ajuda mensalmente com 300 euros.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!