Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

As vidas que a violência doméstica destruiu em 2019

35 pessoas morreram vítimas de violência doméstica em Portugal este ano.
Iúri Martins 29 de Dezembro de 2019 às 02:22
Mulher vítima de violência doméstica
Mulher vítima de violência doméstica
Mulher vítima de violência doméstica
Mulher vítima de violência doméstica
Mulher vítima de violência doméstica
Mulher vítima de violência doméstica
O número de vítimas mortais em casos de violência doméstica em 2019 não pára de aumentar. Até este domingo, 35 pessoas perderam a vida em contexto de violência doméstica.

Em menos de uma semana, duas mulheres morreram às mãos de companheiro e ex-companheiro. Este sábado à noite, um moldavo de 43 anos matou a ex-companheira em Cascais com duas facadas no tórax.

Na sexta-feira, Helena Anacleto, de 34 anos, foi morta pelo companheiro com golpes de x-ato na casa onde ambos moravam. O homicida colocou-se em fuga mas foi apanhado pelas autoridades após se ter despistado.

Desde o início do ano, 35 pessoas morreram vítimas de violência doméstica, números mais elevados do que os registados em 2018. Ao todo, 26 mulheres adultas, duas crianças e sete homens foram assassinados às mãos de companheiros, ex-companheiros ou familiares.

Desde 2004 já foram assassinadas 532 mulheres.

Recorde os rostos das vítimas e os casos até à passada sexta-feira
crime lei e justiça questões sociais investigação crime homicídio
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)