Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

Juiz Ivo Rosa safa dois ex-decisores públicos de irem a julgamento no caso Colégios GPS

Esta é a última decisão do juiz antes da instrução da Operação Marquês que começa em janeiro.
Francisca Genésio 2 de Novembro de 2018 às 14:56
Juiz de instrução Ivo Rosa
Ivo Rosa é juiz de instrução criminal
Ivo Rosa
Juiz de instrução Ivo Rosa
Ivo Rosa é juiz de instrução criminal
Ivo Rosa
Juiz de instrução Ivo Rosa
Ivo Rosa é juiz de instrução criminal
Ivo Rosa

O juiz de instrução criminal Ivo Rosa decidiu que não iria levar a julgamento dois dos sete arguidos do caso dos colégios GPS por entender que não existem indícios suficientes do crime de corrupção: José Manuel Canavarro, ex-secretário de Estado da Administração Educativa entre 2004 e 2005, e José Maria Almeida, antigo diretor regional de Educação de Lisboa.

O crime de abuso de confiança caiu contra cinco dos sete arguidos e ainda o crime de corrupção contra dois dos sete arguidos.

Esta é a última decisão do juiz antes da instrução da Operação Marquês que começa em janeiro.

Recorde-se que o Ministério Público acusou dois ex-decisores públicos e cinco administradores do grupo GPS por corrupção, peculato, falsificação de documento, burla qualificada e abuso de confiança no caso dos colégios privados/grupo GPS.

O ex-secretário de Estado Adjunto e da Administração Educativa José Manuel Canavarro e um antigo diretor regional de educação estão acusados de corrupção.

Colégios GPS Ivo Rosa juiz Marquês crime lei e justiça
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)