Conheça Açu, a jovem atleta e irmã de Djaló que morreu atropelada na Moita

Açucena, de 17 anos, estava a caminho de casa com um grupo de amigos quando foi abalroada por um carro.
15.09.18
Açucena Patrícia, irmã de Yannick Djaló, morreu atropelada na madrugada deste sábado nas festas da Moita. A jovem promessa do atletismo era conhecida como uma menina determinada e bem disposta. Uma amiga e colega de treinos descreve Açu - alcunha entre os amigos - como uma menina com um "riso contagiante" e cheia de "força".

Aos 17 anos, a irmã mais nova do jogador conseguiu conquistar o coração de amigos e professores que nas redes sociais deixam mensagens de carinho e saudade pela menina "forte e determinada" que corria pelo Clube Desportivo e Recreativo Ribeirinho da Baixa da Banheira.



A jovem atleta fez todo o seu percurso na Moita: estudou, fez amizades e criou laços com aqueles que se cruzaram no seu caminho. A menina "querida e doce", como uma professora a trata numa mensagem de despedida, não tinha problemas em demonstrar o agradecimento àqueles que a ajudaram a crescer. A docente recorda que deu aulas à menina quando esta estudava na escola primária do Chão Duro.

Depois de completar o ensino primário, Açu seguiu estudos na Escola Básica D.Pedro II, também na Moita.



Açucena chorou a morte da mãe quando tinha apenas 15 anos. Junto dos dois irmãos, Yannick e João Ronaldo, a atleta tentou ultrapassar a triste perda. Agora, com 17 anos, e dois anos depois da morte de Mariete dos Santos, perde a vida numa noite trágica.

No dia 1 de agosto de 2018 Djaló escreveu uma dedicatória para a irmã no Instagram. Publicando uma foto da jovem, o jogador faz referência a Açu como a "irmãzinha que mais parecia uma filha". 



A mensagem publicada foi este sábado inundada de comentários a lamentar a morte da atleta. 



pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!