Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Dois advogados suspensos após serem apanhados em investigações conexas à operação Busão

Investigação tem-se debruçado sobre uma rede, sediada fora de Portugal, que se dedica a constituir empresas fictícias no nosso país.
Miguel Curado 5 de Agosto de 2020 às 08:28
Inspetor do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras
Inspetor do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras FOTO: Direitos Reservados
Dois advogados estão suspensos de funções por terem sido apanhados, e constituídos arguidos, em investigações conexas à operação Busão, realizada pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF).

Esta investigação, ao que o CM apurou, tem-se debruçado sobre uma rede, sediada fora de Portugal, que se dedica a constituir empresas fictícias no nosso país. A ideia é forjar contratos de trabalho que permitam legalizar imigrantes (na sua maioria africanos) no espaço europeu Schengen. Após a legalização, os trabalhadores eram encaminhados, na sua maioria, para a Bélgica. Os advogados apanhados na investigação têm as funções suspensas.

SEF Serviço de Estrangeiros e Fronteiras Busão questões sociais demografia imigração
Ver comentários