Idoso de 72 anos fica sem consulta após nove horas nas urgências

Doente triado com pulseira verde foi mandado embora sem ser visto por um médico. Caso ocorreu em Barcelos.
Por Fátima Vilaça|13.01.19
Um homem de 72 anos esteve nove horas na Urgência do Hospital de Barcelos, na sexta-feira passada, e foi mandado embora sem consulta, com indicação para se apresentar no dia seguinte, no centro de saúde da área de residência. A família de José Gonçalves, doente com Alzheimer e que se queixava de dor aguda, ficou indignada com a forma como o utente foi tratado.

"O meu cunhado é uma pessoa doente, muito debilitada e foi tratado como um animal. Teve pulseira verde e esteve esquecido na Urgência desde as 13h30, até às 22h00. Não houve uma explicação, nem um pedido de desculpas. Não é desta forma que se tratam as pessoas", disse, indignada, Adelina Silva, cunhada do doente.

Idoso de 72 anos fica sem consulta após nove horas nas urgências
A mulher, que presta cuidados ao cunhado, dependente, conta que este sábado o homem voltou a deslocar-se de Manhente, onde reside, até Barcelos, para ser visto por um médico. "O meu marido teve de voltar a levar o irmão, numa cadeira de rodas, para ter consulta. Além do tempo que temos que passar nestas deslocações, há também despesas a dobrar e ninguém se responsabiliza por isto", atira a mulher, revoltada.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!