Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Militares da GNR atacados a tiro a caminho de operação Stop em Coimbra

Proprietário do carro de onde foram feitos os disparos entregou-se na PSP de Peniche.
Paula Gonçalves 16 de Junho de 2019 às 10:16
Militares da GNR atacados a tiro a caminho de operação Stop em Coimbra
Militares da GNR atacados a tiro a caminho de operação Stop em Coimbra
Militares da GNR atacados a tiro a caminho de operação Stop em Coimbra
Militares tentaram abordar o veículo suspeito junto a um posto de abastecimento de combustíveis em Cernache, e o carro patrulha acabou por ser atingido a tiro
Dois militares da GNR baleados em Coimbra
Dois militares da GNR baleados em Coimbra
Militares da GNR atacados a tiro a caminho de operação Stop em Coimbra
Militares da GNR atacados a tiro a caminho de operação Stop em Coimbra
Militares da GNR atacados a tiro a caminho de operação Stop em Coimbra
Militares tentaram abordar o veículo suspeito junto a um posto de abastecimento de combustíveis em Cernache, e o carro patrulha acabou por ser atingido a tiro
Dois militares da GNR baleados em Coimbra
Dois militares da GNR baleados em Coimbra
Militares da GNR atacados a tiro a caminho de operação Stop em Coimbra
Militares da GNR atacados a tiro a caminho de operação Stop em Coimbra
Militares da GNR atacados a tiro a caminho de operação Stop em Coimbra
Militares tentaram abordar o veículo suspeito junto a um posto de abastecimento de combustíveis em Cernache, e o carro patrulha acabou por ser atingido a tiro
Dois militares da GNR baleados em Coimbra
Dois militares da GNR baleados em Coimbra
Uma patrulha da GNR deslocava-se para uma operação de fiscalização de trânsito programada, este sábado de madrugada quando, no IC2, na zona de Cernache, Coimbra, a viatura onde seguia foi baleada.

Um dos militares foi atingido com um projétil, que ficou alojado no maxilar, mas não corre risco de vida. O outro guarda ficou ferido após ter sido atingido por estilhaços dos vidros partidos. O proprietário do carro entregou-se ao final do dia na PSP de Peniche.

O caso ocorreu pela 01h10. Os militares, do posto de trânsito da Mealhada, seguiam para Condeixa-a-Nova, onde iriam participar na realização de uma operação stop. Ao verificarem, através dos dados de um veículo que seguia na estrada, que havia irregularidades relativas a este já detetadas, tentaram fazer uma abordagem.

O condutor não respeitou a ordem de paragem e acabou por fugir. Mais à frente, inverteu a marcha e, quando estava a cruzar-se com o carro-patrulha, fez pelo menos dois disparos na direção da viatura dos militares. No veículo suspeito, segundo fonte da GNR, seguiam três pessoas, desconhecendo-se qual destas terá sido o autor dos disparos.

As vítimas sofreram ferimentos considerados ligeiros. Um dos militares, que ficou com um projétil alojado no maxilar, ainda se encontrava este sábado em observação nos Hospitais da Universidade de Coimbra, mas está livre de perigo. O outro não teve necessidade de atendimento hospitalar. Ambos foram assistidos pelos Bombeiros Voluntários de Condeixa-a-Nova.

A agressão a militares da GNR em serviço é cada vez mais frequente, indica César Nogueira, presidente da Associação dos Profissionais da Guarda. Considera que esta situação é "consequência do sentimento de impunidade de quem pratica as agressões". O representante dos guardas defende penas mais pesadas para quem agride um agente da autoridade.

PORMENORES
Iam para Operação Baco
Os militares atingidos deslocavam-se para a zona de Condeixa-a-Nova, onde iriam participar na operação Baco, uma fiscalização programada pela GNR a nível nacional, vocacionada para a deteção de automobilistas que conduzam sob o efeito do álcool.

Dirigente acusa Governo
O dirigente da Associação dos Profissionais da Guarda diz ser caricato o facto de o Governo não considerar os agentes da autoridade como uma profissão de risco. "É uma medida que tem sido adiada pelos sucessivos governos", lamentou.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)