Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

Três homens detidos por violência doméstica no distrito do Porto

Crimes aconteceram em Valongo, Amarante e Lousada.
Lusa 23 de Fevereiro de 2019 às 14:18
Violência doméstica
Violência doméstica
Violência
Violência doméstica
Violência doméstica
Violência
Violência doméstica
Violência doméstica
Violência
Três homens, de 33, 39 e 51 anos, foram detidos pelo crime de violência doméstica em Valongo, Amarante e Lousada "devido ao perigo de continuidade das agressões" às vítimas, revelou esta se o Comando Territorial do Porto da GNR.

Em comunicado, a GNR esclarece que um dos detidos ficou sujeito a prisão preventiva após ter sido presente ao tribunal, ao passo que os outros dois foram proibidos de contactar as vítimas, tendo a um deles sido aplicada uma pulseira eletrónica.

O homem de 33 anos que ficou em prisão preventiva foi detido na sexta-feira em Valongo, onde "decorria uma investigação desde o final do ano de 2018" devido ao "incumprimento das medidas de coação de proibição de contacto e afastamento da vítima, uma mulher de 29 anos, sua ex-companheira", sujeita a "agressões físicas".

"Nos últimos tempos, o agressor não acatou a medida de coação a que estava sujeito e, por ter continuado a perseguir a vítima, foi dado cumprimento a um mandado de detenção", observa a GNR.

Presente ao Tribunal Judicial do Porto, foi aplicada ao detido "a nova medida de coação de prisão preventiva, tendo recolhido ao estabelecimento prisional" daquele concelho.

Já em Amarante, a GNR deteve um homem com 39 anos "que durante cerca de um ano infligiu ofensas à integridade física e ameaças de morte a uma mulher de 37 anos, com quem mantinha uma relação".

De acordo com a GNR, chegou a obrigá-la "a abortar de uma gestação com seis semanas".

Em Lousada, também no distrito do Porto, um homem de 51 anos foi detido "por agressões físicas e psicológicas" à mulher de 45 anos, "com quem estava casado há 27 anos".

"Recentemente, o agressor agravou o seu comportamento, passando a fazer ameaças de morte", descreve a GNR.

De acordo com aquela força policial, o homem chegou "mesmo a encostar ao pescoço da vítima uma arma branca enquanto a ameaçava".

"A situação não teve um desfecho mais trágico devido à intervenção dos filhos", refere a GNR.

Estes dois detidos foram presentes ao Tribunal Judicial de Lousada e Amarante na sexta-feira, tendo "ficado sujeitos às medidas de coação de proibição de contacto com as vitimas e de afastamento das mesmas".

"O homem de 51 anos ainda ficou sujeito à medida de coação de abandono da residência e controlo da sua localização através de pulseira eletrónica", acrescenta.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)