Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
4

Cachalote de 20 toneladas que deu à costa na praia da Fonte da Telha já foi retirado do areal

Animal viria a morrer já nesta sexta-feira à noite após várias tentativas ao longo do dia.
Correio da Manhã e Lusa 16 de Abril de 2022 às 19:03
Operações para remoção de carcaça de baleia
Operações para remoção de carcaça de baleia FOTO: CMTV

A remoção do cadáver da baleia cachalote que arrojou na sexta-feira na praia da Fonte da Telha, em Almada, distrito de Setúbal, foi concluída pelas 17h00 deste, informou o capitão do Porto de Lisboa.

O transporte do cadáver deste "animal de grande porte - um cachalote (Physeter macrocephalus), com 14,8 metros e um peso estimado de 15 toneladas", segundo informação do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) - esteve a cargo dos serviços da Câmara Municipal de Almada. Foi preciso desmembrar o animal e recorrer a máquinas pesadas.

No âmbito destes trabalhos, a zona onde o animal se encontrava depositado na praia da Fonte da Telha esteve interditada à prática balnear até às 17h00, por indicação da delegada de saúde, referiu o responsável do Porto de Lisboa, adiantando que neste final de tarde não há qualquer limitação nesse sentido.

Também é possível ir a banhos "sem nenhuma restrição".

O sangue que ficou no areal devido ao desmembramento do animal também já foi "totalmente diluído" no mar, não existindo qualquer sinal de coloração de água em tom avermelhado, revelou o capitão do Porto de Lisboa.
O animal viria a morrer já nesta sexta-feira à noite após várias tentativas ao longo do dia, incluindo a ajuda de vários banhistas, será levada para o aterro sanitário.

As operações de remoção da carcaça do animal tiveram início ainda à noite, mas o peso e tamanho do mesmo dificultaram as operações no areal, que prosseguiam ainda na manhã deste sábado.

A Polícia Marítima foi informada por volta das 09h00 de sexta-feira da existência de uma baleia junto à praia da Fonte da Telha.

Depois de a tentativa de encaminhá-la para o mar, em colaboração com o ICNF, não ter tido sucesso, o animal acabou por encalhar no areal, onde viria a morrer.

Fonte Telha ambiente
Ver comentários
}