Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
1

Crato dá prémio por cada exame

Ofício às escolas para voltar a convocar docentes visto como "ameaça".
Bernardo Esteves 12 de Maio de 2015 às 12:38
Nuno Crato, ministro da Educação
Nuno Crato, ministro da Educação FOTO: João Relvas/Lusa
O Ministério da Educação e Ciência (MEC) enviou na sexta-feira um ofício às escolas no qual promete dar "uma contrapartida financeira" aos docentes que aplicarem aos alunos mais do que seis sessões de speaking (prova oral) no âmbito dos testes de Cambridge. O valor não foi revelado – até aqui a tutela nada pagava.

O ofício refere que os docentes terão "direito ao pagamento de transporte, independentemente da distância percorrida". A função pública paga a 0,36 €/km.

A falta de corretores levou o MEC a mandar os diretores convocar docentes para fazer formação e "agir em conformidade" caso faltem. "Isto é ameaça, faltam porque há um pré-aviso de greve", diz Mário Nogueira, da Fenprof. O diretor Filinto Lima diz que "era escusada esta expressão para acicatar. Se faltam, levam falta".
Crato Ministério da Educação professores exame prova oral Fenprof escola
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)