Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
8

Militares alemães chegam a Lisboa para render equipa de profissionais no combate à pandemia. Veja as imagens

Primeira equipa chegou a Portugal há mais de 20 dias.
Correio da Manhã 23 de Fevereiro de 2021 às 12:13
Militares alemães chegam a Lisboa para render equipa de profissionais no combate à pandemia
Militares alemães chegam a Lisboa para render equipa de profissionais no combate à pandemia
Militares alemães chegam a Lisboa para render equipa de profissionais no combate à pandemia
Militares alemães chegam a Lisboa para render equipa de profissionais no combate à pandemia
Militares alemães chegam a Lisboa para render equipa de profissionais no combate à pandemia
Militares alemães chegam a Lisboa para render equipa de profissionais no combate à pandemia
Militares alemães chegam a Lisboa para render equipa de profissionais no combate à pandemia
Militares alemães chegam a Lisboa para render equipa de profissionais no combate à pandemia
Militares alemães chegam a Lisboa para render equipa de profissionais no combate à pandemia
Militares alemães chegam a Lisboa para render equipa de profissionais no combate à pandemia
Militares alemães chegam a Lisboa para render equipa de profissionais no combate à pandemia
Militares alemães chegam a Lisboa para render equipa de profissionais no combate à pandemia
Uma nova equipa de profissionais, médicos e enfermeiros alemães chegou esta terça-feira à Base Aérea de Figo Maduro, em Lisboa. 

Equipa foi recebida pela secretária de Estado de Recursos Humanos e Antigos Combatentes, Catarina Sarmento e Castro e pelo secretário de Estado da Saúde.

As novas equipas de militares chegaram a Portugal para render as equipas que se encontram a ajudar no combate à pandemia da Covid-19 em Portugal há mais de 20 dias.

Profissionais de saúde têm estado a trabalhar em conjunto com médicos portugueses no Hospital da Luz, na capital portuguesa.

A equipa que chegou hoje a Portugal vai substituir a que está há cerca de três semanas a apoiar o Hospital da Luz no combate à pandemia da covid-19 e que regressa à Alemanha na quinta-feira.  

Esta segunda equipa vai estar em Portugal também durante três semanas, sendo depois substituída por uma terceira, confirmou o embaixador da Alemanha em Lisboa.

Ajuda médica alemã continua a ser importante apesar da evolução da pandemia
O secretário de Estado da Saúde recebeu a segunda equipa de profissionais de saúde militares alemães, sublinhando que a ajuda continua a ser importante apesar da evolução positiva da situação epidemiológica em Portugal.

"É com um enorme agradecimento que recebemos esta segunda equipa, que vem substituir a primeira. O contributo que deram numa altura extraordinariamente difícil foi muito importante para o Serviço Nacional de Saúde (SNS) e estou certo que esta segunda equipa também dará um excelente contributo", disse Diogo Serras Lopes.

Em declarações aos jornalistas, Diogo Serras Lopes explicou que apesar da redução do número de novos casos de infeção por SARS-CoV-2 nos últimos dias, a pressão sobre os hospitais mantém-se elevada.

Também Catarina Sarmento e Castro deixou uma mensagem de agradecimento às equipas alemãs, sublinhando o gesto de solidariedade.

"Esta é uma crise que a todos nos toca e Portugal, que tem ele mesmo grande tradição de solidariedade para com outros países, reconhece penhoradamente o esforço e o gesto destes militares alemães", afirmou Catarina Sarmento e Castro.

Segundo Martin Ney, que acompanhou os governantes portugueses, a ajuda alemã vai manter-se durante mais seis semana, naquilo que considerou ser um sinal de solidariedade.

Independentemente da evolução da situação epidemiológica em Portugal, continuou o embaixador, "a equipa médica alemã vai continuar a trabalhar lado a lado com os médicos portugueses para salvar vidas, como tem sido conseguido com sucesso nas últimas três semanas".

Quando questionado sobre os custos da operação, Martin Ney disse apenas: "Os custos deste esforço são elevados, mas quando respeita à solidariedade europeia não são importantes".

Depois de aterrar, o médico do exército alemão que vai chefiar a segunda e terceira equipas, sublinhou a disponibilidade dos militares para apoiar Portugal no combate à pandemia da covid-19.

"Se temos a possibilidade de retribuir algo à Europa e aos países da Europa, é um enorme prazer", afirmou Ingo Weisel.

O processo de auxílio alemão a Portugal arrancou em 25 de janeiro, na sequência de um pedido de ajuda da ministra da Saúde, Marta Temido, à ministra da Defesa alemã, Annegret Kramp-Karrenbauer.

As equipas são constituídas por 26 profissionais de saúde, entre os quais seis médicos. Os equipamentos trazidos pela primeira - 40 ventiladores móveis e 10 estacionários, 150 bombas de infusão e outras tantas camas hospitalares - vão permanecer no Hospital da Luz com a chegada da nova equipa.

Ver comentários