Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
3

Fernando Santos recorda profecia de Éder

"Ele disse que ia marcar e marcou".
Leonel Lopes Gomes 11 de Julho de 2016 às 00:12
"A minha primeira aposta foi pôr o Nani na frente, colocando o Quaresma à esquerda, mas entendi depois que o Éder era o jogador que tinha de entrar. Ele disse que ia marcar e marcou. Está de parabéns", realçou Fernando Santos
'A minha primeira aposta foi pôr o Nani na frente, colocando o Quaresma à esquerda, mas entendi depois que o Éder era o jogador que tinha de entrar. Ele disse que ia marcar e marcou. Está de parabéns', realçou Fernando Santos FOTO: Pedro Ferreira
Fernando Santos não escondeu, desde o primeiro dia, a ambição que tinha para a fase final do Euro2016. E nem o percurso irregular na fase de grupos demoveu o selecionador nacional, que vibrou com a conquista do campeonato da Europa de futebol na final de domingo diante da França.

"Queria dar uma palavra ao meu presidente Fernando Gomes que acreditou e confiou em mim num momento difícil. Não era fácil e ele merece tudo o que aconteceu. Aos meus jogadores, aos portugueses pelo apoio que nos deram, que foi fortíssimo. Aos emigrantes, não os posso esquecer nunca. Quero dizer aos gregos muito obrigado", afirmou, à RTP, o treinador das quinas.

Visivelmente emocionado, Fernando Santos considerou determinante a entrada de Éder em campo aos 79 minutos, recordando a profecia do avançado do Lille.

"Tinha pensado que este jogo podia ser importante para o Éder, pelas suas capacidades. A minha primeira aposta foi pôr o Nani na frente, colocando o Quaresma à esquerda, mas entendi depois que o Éder era o jogador que tinha de entrar. Quando o coloquei em jogo, disse-me: vou fazer o golo. E fez mesmo, está de parabéns", destacou.

A terminar, palavras de apreço ao capitão das quinas, que abandonou o terreno de jogo em lágrimas e lesionado.

"Quando perdes o Ronaldo é sempre um momento que não esperas, é um jogador que pode resolver um jogo a qualquer momento. Foi fantástico, mas foi tremendo na cabine e no banco. Foi um verdadeiro capitão e está de parabéns, ele e toda a equipa. Mudámos a estratégia, acreditando que tínhamos o jogo controlado", realçou.

Portugal sagrou-se pela primeira vez campeão europeu de futebol, ao bater na final em Saint-Denis a anfitriã França, com um golo de Éder, aos 109 minutos.





Fernando Santos Éder Ronaldo futebol desporto euro2016
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)