Turquia avisa Trump que vai continuar a combater milícias curdas apoiadas pelos EUA

"Senhor Donald Trump, os terroristas não podem ser seus parceiros e aliados", disse Ibrahim Kalin.
Por Lusa|14.01.19
  • partilhe
  • 2
  • +

A Turquia afirmou hoje que vai continuar a combater as milícias curdas apoiadas por Washington, apesar da ameaça do Presidente dos EUA, que afirmou no domingo que a economia turca será arrasada se houver um ataque aos curdos.

"Não há diferença entre o Daesh, PKK (movimento separatista dos curdos turcos), PYD (maior grupo curdo na Síria), YPG (milícias curdas sírias). Continuaremos a lutar contra todos eles", escreveu na rede social Twitter, o porta-voz da presidência da Turquia, Ibrahim Kalin, numa resposta direta ao Presidente norte-americano.

"Senhor Donald Trump, os terroristas não podem ser seus parceiros e aliados. A Turquia espera que os EUA honrem a nossa parceria estratégica e não quer que ela seja ensombrada pela propaganda terrorista", acrescentou Ibrahim Kalin.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!