Funcionário de canal de televisão despedido após "alaranjar" Trump

Diretora do canal diz que homem "não cumpriu com os critérios editoriais".
10.01.19
Um funcionário de um canal de televisão em Seattle, nos Estados Unidos, com o nome Q13, foi despedido por alegadamente ter "alterado" imagens do presidente dos EUA, Donald Trump, durante um discurso.

Segundo a página MyNorthWest, que colocou o vídeo no Youtube, o funcionário fez com que a pele de Donald Trump parecesse mais 'alaranjada', alterando o filtro de cores.

De acordo com um comunicado escrito pela diretora do canal, Erica Hill, foi feita uma investigação interna que resultou no despedimento do homem. 

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!