Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

Merkel não se recandidata a líder da CDU mas garante que governa até 2021

Está aberto o caminho à sucessão na chefia dos cristão democratas alemães.
29 de Outubro de 2018 às 09:40
Angela Merkel
Angela Merkel
Angela Merkel
Angela Merkel
Angela Merkel
Angela Merkel
Angela Merkel
Angela Merkel
Angela Merkel
A chanceler alemã Angela Merkel não se vai recandidatar à liderança da CDU, o partido que governa a Alemanha desde 2005 e que a política alemã lidera desde 2000,

A decisão de Merkel foi noticiada de manhã e acabou por ser confirmada pela própria por volta da hora de almoço. A CDU, partido democrata-cristão da Alemanha, escolhe um novo líder em dezembro. Merkel manifesta a intenção de se manter na liderança do governo até 2012, data prevista das próximas legislativas, mesmo não sendo ela a líder do partido.

"No próximo congresso da CDU, em dezembro em Hamburgo, não me voltarei a apresentar como candidatar à presidência do partido", disse a líder alemã aos jornalistas. "Este quarto mandato será o último para mim como chanceler da Alemanha. Nas eleições federais de 2021 não serei candidata à chacelaria, nem ao parlamento, nem me postularei em qualquer outro cargo político", acrescenta Merkel.

Este domingo, a CDU ganhou por margem tangencial as eleições no estado federado de Hesse, obtendo o pior resultado em 50 anos na região. O escrutínio era visto como uma espécie de referendo à força de Merkel e os resultados foram pouco animadores.

Comentando os resultados, Merkel atribuiu a derrocada eleitoral "não ao trabalho dos amigos do Hesse", mas antes "aos conflitos internos persistentes" da sua coligação de governo. "As eleições devem servir como ponto de inflexão para o governo de coligação. Temos de passar a página".

Os candidatos à liderança começam a surgir no horizonte. Friedrich Merz, ex-líder parlamentar da CDU é um dos nomes apontados da ala mais conservadora. Jens Spahn, ministro da Saúde, já anunciou a sua candidatura. Aguarda-se por anúncio semelhante da secretária-geral da CDU, Annegret Kramp-Karrenbauer, vista como a sucessora escolhida pela própria Merkel. Ainda que esta se tenha recusado, para já, a apoiar qualquer candidato.
chanceler alemã Hesse Reuters Reuters CDU Alemanha política
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)