Seis anos de cadeia para cardeal Pell por pedofilia

Juiz afirmou que o antigo conselheiro do Papa Francisco não revelou remorsos.
Por Francisco J. Gonçalves|14.03.19
  • partilhe
  • 3
  • +
O cardeal australiano George Pell, antigo conselheiro do Papa Francisco, foi esta quarta-feira condenado em Victoria, Austrália, a seis anos de cadeia por abuso sexual de dois menores em 1996 e 1997. Pell, de 77 anos, é o mais alto prelado católico condenado por pedofilia.

"A sua conduta revelou uma inacreditável arrogância", afirmou o juiz Peter Kidd, referindo ainda que Pell mostrou durante o julgamento uma "total falta de contrição ou remorso".

Ao descrever os crimes, o juiz destacou que Pell usou do seu poder enquanto arcebispo de Melbourne para abusar dos meninos de 13 anos, acólitos na catedral daquela cidade australiana: "Chegou a dizer-lhes para não fazerem barulho porque estavam a chorar."

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!