Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

Avião que aterrou de emergência em Faro já seguiu para Amesterdão

Comandante do Boeing 738 comunicou problemas de pressurização antes de aterrar em Faro.
12 de Novembro de 2018 às 15:54
Avião que aterrou de emergência em Faro já seguiu para Amesterdão
Avião que aterrou de emergência em Faro já seguiu para Amesterdão
Avião que aterrou de emergência em Faro já seguiu para Amesterdão
Avião que aterrou de emergência em Faro já seguiu para Amesterdão
Avião que aterrou de emergência em Faro já seguiu para Amesterdão
Avião que aterrou de emergência em Faro já seguiu para Amesterdão
O avião da companhia aérea holandesa Transavia que aterrou esta segunda-feira, de emergência no aeroporto de Faro com 149 passageiros a bordo já seguiu para Amesterdão, disse à Lusa fonte da ANA - Aeroportos de Portugal.

O comandante do Boeing 738 comunicou problemas de pressurização quando fazia a ligação entre o Funchal, na ilha da Madeira, e Amesterdão, na Holanda, acabando por fazer divergir o voo HV6630 para o aeroporto de Faro, onde aterrou em segurança às 12h50.

De acordo com informação publicada no sítio de Internet FlightRadar 24, que monitoriza os voos em tempo real, a aeronave, que foi escoltada pela Força Aérea até Faro, partiu daquele aeroporto com destino a Amesterdão às 13h51, aproximadamente uma hora depois da aterragem de emergência.

De acordo com fonte da empresa responsável pelos aeroportos portugueses, a aterragem do Boeing 738 em Faro "correu normalmente" e é uma "situação que acontece em todos os aeroportos".

A aeronave foi assistida por dois F-16M da Força Aérea que, na sequência do alerta, ativou "todo o seu sistema primário de Busca e Salvamento, no decurso da ocorrência".

Esta foi a segunda vez em menos de 24 horas que a Força Aérea ativou a parelha de F-16 em alerta permanente na Base Aérea n.º 5, em Monte Real, Leiria, para escoltar uma aeronave civil em dificuldades.

No domingo, um avião da Air Astana, que descolou de Alverca e declarou emergência, esteve algum tempo a sobrevoar a região a norte de Lisboa e o Alentejo, numa trajetória irregular, antes de ter sido tomada a decisão de aterrar no aeroporto de Beja.

Neste caso, o Embraer da companhia do Cazaquistão tinha sofrido uma "falha crítica nos sistemas de navegação e de controlo de voo" e só conseguiu aterrar à terceira tentativa.

O voo KZR1388 descolou de Alverca às 13h21, e tinha como destino Minsk, capital da Bielorrússia, depois de um período de manutenção nas OGMA -- Indústria Aeronáutica de Portugal.
Transavia Faro Amesterdão Força Aérea Funchal aviação transportes
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)