Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Ex-namorado ameaça queimar mulher através de perfis falsos no Facebook

Inconformado com o final da relação, homem começou a ameaçar de morte a vítima.
Nelson Rodrigues 18 de Setembro de 2019 às 09:11
Internet
Computador
Computador
Internet
Computador
Computador
Internet
Computador
Computador
Inconformado com o final da relação de cinco anos, o homem começou a ameaçar de morte a ex-companheira. Acabou por ser condenado, no ano passado, no Tribunal de Vila Nova de Gaia, a uma pena suspensa de dois anos e meio de prisão, por violência doméstica, mas isso apenas o deixou mais revoltado.

Desde então, o arguido, de 34 anos, passou a criar perfis falsos no Facebook e voltou a aterrorizar a vítima, perseguindo-a com o consecutivo envio de mensagens a dizer que a iria queimar.

Foi na sequência de um novo processo-crime, cometido através das redes sociais, que o arguido foi detido pela GNR, através do Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Específicas, na passada segunda-feira.

Todas as conversas que o agressor enviou à vítima, também ela com 34 anos, foram agora anexadas ao processo e vão ser usadas como prova num novo julgamento. A mulher vivia completamente atormentada com a possibilidade do arguido a vir a lançar fogo na rua.

O homem, que tem já um longo cadastro criminal por crimes de tráfico de droga, furtos, roubos e ameaças, foi capturado mediante um mandado de detenção e presente a primeiro interrogatório judicial no Tribunal de Instrução Criminal do Porto.

Ouvido por um juiz, o homem vai agora ser vigiado através de uma pulseira eletrónica. Vai continuar a ficar proibido de contactar por qualquer meio com a vítima e proibido de aceder às redes sociais. 

O casal viveu durante cinco anos em união de facto.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)