Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Homem mata após tiros e fica na prisão

Suspeito perigoso tentou matar seguranças de discoteca.
Sérgio A. Vitorino 29 de Outubro de 2018 às 01:30
Vítima tinha 70 anos
Local onde a mulher foi atropelada mortalmente, na rua Movimento das Força Armadas. Condutor guiava com excesso de álcool
Grades de Prisão
Prisão
Vítima tinha 70 anos
Local onde a mulher foi atropelada mortalmente, na rua Movimento das Força Armadas. Condutor guiava com excesso de álcool
Grades de Prisão
Prisão
Vítima tinha 70 anos
Local onde a mulher foi atropelada mortalmente, na rua Movimento das Força Armadas. Condutor guiava com excesso de álcool
Grades de Prisão
Prisão
O homem de 28 anos que, a 8 de julho deste ano, atropelou mortalmente uma mulher no Barreiro, quando fugia de uma discoteca onde tinha disparado contra seguranças, ficando em liberdade após ter sido detido nesse dia pela PSP, foi a semana passada novamente apanhado, pela PJ de Setúbal, e está desde quinta-feira em prisão preventiva.

Segundo apurou o CM junto de fonte policial, o homem - um brasileiro descrito como conflituoso, perigoso e amante de armas, tendo tentado entrar na Legião Estrangeira - foi detido pela PSP após se envolver numa rixa num café.

Foi presente a juiz pelos crimes de condução perigosa de veículo rodoviário agravado (pela morte de Raquel, 70 anos, e por guiar com 2,30 g/l de álcool) e detenção de arma proibida. Saiu em liberdade com apresentações trissemanais.

Foi altura de a PJ de Setúbal entrar em campo e investigar os disparos contra três seguranças da discoteca Singers Caffe & Bar. Foi reunida prova suficiente para avançar com nova detenção do homem até porque se conseguiu ligar aos disparos uma das duas armas que lhe foram apreendidas.

Se, no primeiro interrogatório, o conjunto dos crimes não excedia os cinco anos e isso prejudicava a medida de coação, agora, com três crimes de homicídio qualificado na forma tentada, foi possível ao tribunal colocar o atirador na cadeia.

Os disparos foram feitos – de um carro em andamento – após o suspeito e um amigo terem sido postos fora do bar. 

PORMENOR
Carro da namorada
O carro era da namorada do detido. A mulher atropelada atravessava uma passadeira na rua Movimento das Forças Armadas. O homem estava acompanhado de outro, que foi constituído arguido no processo.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)