Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Homem que violou filha de amigos em Odivelas obrigado a ficar afastado da vítima em 800 metros

Interrogado na terça-feira, o predador ficou em liberdade, mas proibido de contactos com a menor.
Miguel Curado 1 de Julho de 2021 às 08:37
Menina de 9 anos foi atacada
Menina de 9 anos foi atacada FOTO: DR
Uma juiz de instrução criminal do Tribunal de Loures ordenou que o homem, de 36 anos, apanhado por um casal conhecido a atacar sexualmente a filha, de 9 anos, na casa da família em Odivelas, se mudasse no espaço de apenas 48 horas.

Interrogado na terça-feira, o predador ficou em liberdade, mas proibido de contactos com a menor. A magistrada ordenou que o homem saísse com brevidade de casa, situada a cerca de 800 metros da residência onde cometeu o crime de abuso sexual de crianças pelo qual foi detido pela Polícia Judiciária de Lisboa. Deve, no prazo máximo de 48 horas após o interrogatório, ou seja, até ao final da tarde desta quinta-feira, dar provas de que passou a residir noutro local fora deste raio de ação.

Entretanto, soube o CM, a secção de crimes sexuais da Polícia Judiciária de Lisboa deteve outro homem no mesmo concelho. Arguido num processo pelo crime de violência doméstica, foi acusado de violação e ameaças de morte pela mulher. Também ficou em liberdade, após ser presente a um juiz.

Ver comentários