Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Quarenta agressores detidos na Guarda

Últimas detenções aconteceram em duas aldeias de Trancoso.
Luís Oliveira 10 de Junho de 2019 às 09:06
Violência Doméstica
Violência doméstica causou 15 vítimas mortais desde o início de 2019, 12 das quais apenas nos primeiros dois meses
Mulher vítima de violência doméstica
Violência Doméstica
Violência doméstica causou 15 vítimas mortais desde o início de 2019, 12 das quais apenas nos primeiros dois meses
Mulher vítima de violência doméstica
Violência Doméstica
Violência doméstica causou 15 vítimas mortais desde o início de 2019, 12 das quais apenas nos primeiros dois meses
Mulher vítima de violência doméstica
As detenções de agressores em casos de violência doméstica subiram este ano de forma exponencial no distrito da Guarda, quando comparado com o mesmo período de tempo de anos anteriores.

Até sexta-feira já tinham sido detidas quatro dezenas de pessoas por este crime. A nível nacional, e tal como o CM noticiou este domingo, foram detidos pelas polícias – PSP e GNR – 696 agressores nos primeiros cinco meses.

As duas últimas detenções realizadas pela GNR no distrito da Guarda são situações em tudo muito semelhantes: são investigações que duraram poucos dias, menos de uma semana, e que surgiram de denúncias realizadas telefonicamente para o Núcleo de Investigação e de Apoio a Vítimas Especificas da GNR da Guarda.

Os homens são suspeitos de exercerem violência física e psicológica sobre as mulheres ou companheiras, que chegavam a ser ameaçadas de morte.

Num dos casos, o suspeito tem 51 anos e a vítima 47. No outro, o agressor tem 61 anos e a mulher 58.

Foram os dois presentes a um juiz do Tribunal Judicial de Trancoso e tiveram destinos diferentes: o homem mais velho ficou proibido de contactar com a vítima, de se aproximar da sua residência, sendo controlado por pulseira eletrónica.

O outro vai aguardar julgamento em prisão preventiva no Estabelecimento Prisional da Guarda.

Na quarta-feira da semana passada, no mesmo distrito, numa aldeia de Pinhel, um homem de 33 anos foi detido por agredir a ex-companheira, de 19 anos.
Ver comentários