Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
1

Obrigados a devolver 154 mil euros na Saúde

Inspeção-Geral puniu 21 trabalhadores: dois foram despedidos.
Cristina Serra 28 de Fevereiro de 2016 às 03:38
Sanções passaram por despedimentos, suspensões, repreensões e multas
Sanções passaram por despedimentos, suspensões, repreensões e multas FOTO: Duarte Roriz
Dos 21 profissionais de saúde alvo de sanções disciplinares, em 2015, pela Inspeção-Geral das Atividades em Saúde (IGAS), 14 são médicos, o que representa 66 por cento do total. Foram ainda punidos um dirigente, cinco técnicos de diagnóstico e terapêutica e ainda um assistente técnico. Para além das sanções disciplinares, alguns trabalhadores do Serviço Nacional de Saúde foram condenados a repor valores no montante global de 154 240 euros. Foi ainda detetado um caso de assédio sexual.

Segundo o balanço provisório da atividade da IGAS, no ano passado mais de uma dezena de procedimentos de natureza disciplinar relacionados com o acesso ou assistência médica ou erro médico foram alvo de processo de investigação. Além destes, um "elevado número" de processos foram investigados em sede de inquérito.

Segundo o relatório da Inspeção-Geral das Atividades em Saúde, das sanções aplicadas resultaram dois despedimentos, sete suspensões, três repreensões escritas e dez penas de multa. A acumulação indevida de funções foi o tipo de irregularidade que, segundo a IGAS, se destaca nos processos que resultaram em sanções, com 15 casos. Há ainda dois casos originados por queixa de má assistência médica, um caso de apropriação de dinheiros públicos e um outro caso de falsificação de documentos.
Serviço Nacional de Saúde IGAS saúde questões sociais crime lei e justiça
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)