Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
6

Sol da Caparica volta mais diversificado

Jorge Palma, Calema, UHF, Jimmy P e Sara Tavares são alguns dos artistas convidados.
Wilma Tavares 27 de Julho de 2018 às 01:30
Cartaz e organização do festival juntou-se ontem no veleiro no rio Tejo para apresentar a 5ª edição do Sol da Caparica
Jorge Palma
Jorge Palma
Jorge Palma
Cartaz e organização do festival juntou-se ontem no veleiro no rio Tejo para apresentar a 5ª edição do Sol da Caparica
Jorge Palma
Jorge Palma
Jorge Palma
Cartaz e organização do festival juntou-se ontem no veleiro no rio Tejo para apresentar a 5ª edição do Sol da Caparica
Jorge Palma
Jorge Palma
Jorge Palma
Cinema, teatro, realidade aumentada e um dia dedicado às crianças são as grandes novidades da 5ª edição do Sol da Caparica, que decorre entre 16 e 19 de agosto, em Almada.

Este ano, o festival volta a juntar alguns dos nomes mais sonantes da música nacional, entre eles Jorge Palma, UHF (que completam 40 anos de carreira), João Gil e Sara Tavares, ao mesmo tempo que reforça a aposta em talentos de países de língua portuguesa como Angola, Cabo Verde - com uma homenagem a Cesária Évora -, São Tomé e Brasil.

"Acima de tudo é um festival que celebra a música cantada em português mas nem sempre feita por portugueses", salienta Anselmo Ralph, que atua no primeiro dia, juntando-se ao veterano Jorge Palma, que promete um concerto intimista e especial.

"Disseram-me muitas vezes que a música portuguesa não tinha futuro. Mas a verdade é que já passaram 190 artistas pelo Sol da Caparica", sublinha António Miguel Guimarães, promotor do evento.

Nesta edição, o festival conta com um anfiteatro onde haverá sessões de cinema e espetáculos vários. A tecnologia da realidade aumentada também estará presente na festa, que dedica o último dia aos mais novos, com concertos e muitas atrações.

PORMENORES 
Festa em Almada
O Sol da Caparica regressa ao parque Urbano da Costa da Caparica, em Almada, nos dias 16, 17, 18 e 19 de agosto, para a 5ª edição do festival.

Dia da Criança
Dia 19 haverá insufláveis, pinturas faciais, marionetas e grafítis. Rita Guerra é uma das convidadas. Bilhete custa 2 euros (menores de 6 anos grátis).

Bilhetes
Ingressos diários custam 17 euros (15 euros para recenseados no concelho de Almada). Passe familiar (2 adultos + 2 filhos menores de 18) custa 123 euros.
Ver comentários