Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
5

Ex de Bruno de Carvalho expõe o passado secreto do empresário

“Tenho um saco cheio de histórias dele para despejar”, revela a bielorrussa de 44 anos.
6 de Julho de 2018 às 18:15
Bruno de Carvalho em conferência de imprensa
Bruno de Carvalho, Sporting, Facebook, processos disciplinares
Bruno de Carvalho
Bruno de Carvalho
Bruno de Carvalho
Bruno de Carvalho em conferência de imprensa
Bruno de Carvalho, Sporting, Facebook, processos disciplinares
Bruno de Carvalho
Bruno de Carvalho
Bruno de Carvalho
Bruno de Carvalho em conferência de imprensa
Bruno de Carvalho, Sporting, Facebook, processos disciplinares
Bruno de Carvalho
Bruno de Carvalho
Bruno de Carvalho

A primeira mulher de Bruno de Carvalho, Irina Yankovich, fez revelações inéditas à TVGuia sobre o passado do empresário. As alegadas agressões verbais e comportamentos violentos eram uma constante no relacionamento entre o ex-presidente do Sporting e Irina, segundo relata na entrevista.

Bruno de Carvalho, apesar de "muito diferente do que é hoje: magrinho, 76 quilos. Todo bonito, jovem, bem-educado", revelou rapidamente ser o contrário do que aparentava. A bielorrussa revela que conheceu o ex-líder leonino num espaço noturno onde seduzia os clientes e os levava a comprar bebida, lugar onde tiveram muitos encontros até viverem juntos.

Irina Yankovich chegou a Portugal e, sem conseguir outra opção de trabalho, acabou num night club a beber copos com os clientes. Conta que conheceu Bruno de Carvalho numa noite em que ele "apareceu no L Club com um grupo de funcionários da empresa dele", de acordo com as declarações feitas à revista semanal. O ex-presidente do Sporting aproximou-se da mulher e Irina percebeu que "Bruno é um homem de paixões súbitas".

A relação terá começado com um bom ambiente pois ele, refere, "[Bruno] era gentil, bem-educado", descrevendo-o como um "príncipe". Depois de um tempo a viver na mesma casa, Irina diz que o empresário começou a dar sinais do seu mau temperamento e atitude violenta. Confessa a ex-mulher que ele se revelou um "psicopata" passados meia dúzia de meses. "Primeiro gritava sobre situações do trabalho. Irritava-se com imensa facilidade. Ou aceitava o que ele defendia ou levava com insultos", confessa Irina, mãe da filha mais velha de Bruno de Carvalho.

Sublinhando que nunca foi agredida fisicamente, a bielorrussa relata alegadas acusações feitas contra si, enquanto estava grávida: "Não vales nada"; "não prestas para nada"; "és uma porca"; "estúpida"; "idiota" ou "atrasada mental" são expressões recordadas pela ex-mulher do antigo dirigente leonino, durante a entrevista.

Os alegados maus tratos psicológicos e o desprezo foram uma constante na relação de cinco anos "com insultos diários, ameaças". "Enquanto vivi com ele, nunca tive um armário só para mim. Não tive roupa" refere Irina. "Ele nunca me comprou roupa e, a certa altura, não tinha dinheiro para comprar. O meu marido era milionário e eu vestia-me como uma mendiga", conta.

Depois de perder a custódia da filha para Bruno, Irina mantém hoje uma uma relação à distância com a adolescente de 15 anos após ter passado três anos sem a ver  e sob suposta chantagem do empresário. Revela ainda não ter contacto direto com a filha: "Tenho que ligar diretamente para o Bruno para pedir [para a ver]. Ele atende se quiser. Responde se lhe apetecer. Ela não decide sozinha se me pode ver, quem decide é o pai", explica.

Depois de alegadas ameaças dizendo que contava a toda a gente, e também à filha, onde conheceu a primeira mulher, Irina Yankovich sente que da filha para com a mãe. 

Bruno de Carvalho Irina Yankovich ex-presidente do Sporting
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)