Barra Cofina

Correio da Manhã

Exclusivos

Lar fantasma da IURD subsidiado pelo Estado

Cartas continuam a chegar à Gago Coutinho, a uma morada que é hoje uma casa particular.
Tânia Laranjo 10 de Janeiro de 2018 às 01:30
Casa da Gago Coutinho
IURD
IURD acusada de gerir rede internacional de tráfico de crianças
Fundador da IURD, Edir Macedo
Edir Macedo, líder da Igreja Universal do Reino de Deus, iurd
IURD
Casa da Gago Coutinho
IURD
IURD acusada de gerir rede internacional de tráfico de crianças
Fundador da IURD, Edir Macedo
Edir Macedo, líder da Igreja Universal do Reino de Deus, iurd
IURD
Casa da Gago Coutinho
IURD
IURD acusada de gerir rede internacional de tráfico de crianças
Fundador da IURD, Edir Macedo
Edir Macedo, líder da Igreja Universal do Reino de Deus, iurd
IURD
O Lar Mão Amiga, na Gago Coutinho, em Lisboa, onde há suspeitas de que no final dos anos 90 tenham ocorrido várias adoções ilegais, continua a receber subsídios do Estado. Mensalmente, chega correspondência ao edifício, hoje uma propriedade particular, dando conta das transferências de dinheiro.

A última carta data de 20 de novembro do ano passado e informa que foram transferidos para o lar mais de 1900 euros. Não se diz quem recebeu, apenas se sabe que o dinheiro foi enviado para uma conta num balcão do Montepio Geral.

O problema é que o lar deixou aquele edifício em 2001, altura em que passou para a rua Cidade de Benguela, em Lisboa. O Instituto de Emprego disse ao CM que o pagamento não é regular e afirma que deve ser um lapso a morada para a qual a carta é enviada: "A Casa de Acolhimento Mão Amiga é uma Instituição Particular de Solidariedade Social, que funciona na rua Cidade de Benguela, Lote 555, em Lisboa. Em 2016 e 2017 foram aprovadas pelo IEFP duas candidaturas a estágios e duas candidaturas de Apoio à Contratação de funcionários desta instituição. Trata-se de apoios concedidos ao abrigo de políticas ativas de emprego, no âmbito das medidas Estágios e Apoios à Contratação", diz o gabinete de imprensa, que vai mais longe: "Não são conhecidas ligações à IURD".

As perguntas continuam a ser várias e mantêm-se sem resposta. É que o Lar Mão Amiga, a que o Instituto de Emprego e Formação Profissional se refere, não tem sequer site, nem se sabe quais são os órgãos sociais.

As últimas referências dão conta de que manteve a ligação à IURD - é a própria igreja que o torna público - mas no edifício não existe qualquer letreiro identificativo. 

Escolheu filhos por fotografias e assumiu-o na net    
Viviane Freitas, filha de Edir Macedo, confessou na internet que conheceu os filhos através de fotografias. Contou que foi o seu pai quem foi a Lisboa e lhe trouxe imagens do casal.

Diz que se ‘apaixonou’ e foi então buscar Vera e Luís para viverem consigo. 

Telefone é afinal um número de fax   
Sem site e com a página oficial desativada, tentámos obter através das informações o número de telefone do Lar Mão Amiga. Aí, foi-nos dado um número que afinal não funciona: não é de telefone, é fax. 

Bispo de topo ficou com irmão dos netos de líder máximo      
A filha de Edir Macedo ficou com dois irmãos, Vera e Luís, e entregou o mais novo, Fábio, ao bispo Romualdo. Nenhuma das adoções foi legal e os menores acabaram por ir morar com Alice Trindade. Regressaram aos ‘pais da IURD’ já na maioridade.

Filme sobre vida de bispo vai estrear já em abril 
A longa metragem ‘Nada a Perder’, que conta a vida do bispo Edir Macedo, vai estrear em abril deste ano. O filme revelará a trajetória de Macedo, desde a juventude até à criação da Igreja Universal do Reino de Deus, passando pela compra da Rede Record.

O filme também não fugirá às polémicas na qual a igreja se viu envolvida. Numa das cenas um pastor da IURD vai mesmo pontapear a imagem de uma Santa (o que efetivamente aconteceu) e haverá ainda revelações sobra a compra da TV Record.

Sabe-se também que o ator que vai dar a vida a Edir Macedo é Petrônio Gontijo , que já atuou em várias novelas da Record. "Para além dos dízimos, os pastores têm agora de conseguir angarar dinheiro para o filme. As metas a atingir foram aumentadas e todos sabem que não podem falhar", conta ao CM o ex-bispo Miguel Monteiro.

PORMENORES 
IURD publicitava
Em 2011, a EURDNews, uma publicação da Igreja Universal, fazia publicidade ao Lar Mão Amiga. Já não pertencia oficialmente à IURD, mas a ligação mantinha-se.

Legal em 2004
Saiu da Gago Coutinho em 2001, mas só em 2004 é que a instituição foi legalizada pela Segurança Social. As últimas referências davam conta de que acolhia 14 crianças.

Casa foi vendida
Depois da IURD ter deixado a Gago Coutinho, em 2001, o espaço ainda foi alugado por várias empresas. Há cerca de três anos que é uma moradia particular.

Edifício em Camarate
Antes da Gago Coutinho, o Lar Mão Amiga funcionou em Camarate. Também aí terão sido adotadas crianças de forma irregular.

Ajuda investigação
A IURD emitiu um comunicado dando conta de que se congratula com a investigação da PGR. Garante que fornecerá todos os elementos ao processo.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)