Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

Atacante de Jair Bolsonaro ilibado pelo tribunal

Adélio Bispo foi considerado inimputável por sofrer de problemas mentais.
Domingos Grilo Serrinha e correspondente no Brasil 16 de Junho de 2019 às 10:36
Ataque a Bolsonaro foi ordenado por Deus, diz agressor
Adélio Bispo
Jair Bolsonaro
Ataque a Bolsonaro foi ordenado por Deus, diz agressor
Adélio Bispo
Jair Bolsonaro
Ataque a Bolsonaro foi ordenado por Deus, diz agressor
Adélio Bispo
Jair Bolsonaro
Adélio Bispo, o homem que a 6 de setembro do ano passado esfaqueou o então candidato presidencial Jair Bolsonaro durante um ato de campanha no estado de Minas Gerais, foi na sexta-feira considerado inimputável e ilibado pelo tribunal, mas vai continuar internado devido a problemas mentais.

Baseado nos relatórios médicos que atestam que o agressor tem problemas do foro psiquiátrico, o juiz retirou a prisão preventiva a Adélio e transformou-a em internamento judicial por tempo indeterminado. Porém, em vez de enviar o agressor para um manicómio judicial, o juiz, por o considerar perigoso, determinou que ele deve continuar na mesma prisão, mas recebendo a partir de agora tratamento psiquiátrico.

O magistrado também preferiu não estipular um prazo mínimo ou máximo para Adélio Bispo ficar sob tratamento na penitenciária.

Na sentença, o juiz determinou que o agressor deve ser submetido a exames periódicos, e uma eventual decisão sobre a sua libertação ou transferência para outro estabelecimento ficará dependente de relatórios médicos que atestem que está curado ou já não representa perigo para os outros.

Após ser detido, Adélio, de 41 anos, pastor evangélico e militante de esquerda, admitiu que queria matar Bolsonaro "por ordem de Deus".
Adélio Bispo Jair Bolsonaro pastor Minas Gerais juiz Deus crime lei e justiça tribunal
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)