“Escavámos com as mãos para fugir” contam jovens tailandeses

Dois menores contaram aos pais como sobreviveram ao medo e à fome durante 17 dias.
Por Francisco J. Gonçalves|14.07.18
Um dos menores resgatados da gruta tailandesa de Tham Luang contou ao pai que tiveram de "escavar na lama com as mãos para abrir uma passagem e chegar a uma zona mais elevada" que os mantivesse a salvo da subida da água. Outro menor, o mais jovem de todos, de apenas 11 anos, contou, por seu lado, que o grupo só pensava passar uma hora na gruta, pelo que as mochilas com comida ficaram na entrada.

Quando o grupo vinha a sair, foi travado pela inundação súbita. "A água estava a subir rapidamente, mas o treinador disse-lhes para cavarem um túnel com as mãos", contou o pai de Duangpetch Promthep, ou ‘Dom’, que fez 13 anos durante o isolamento na gruta.

O local elevado onde se refugiaram, depois de caminhar, quase submersos, por vários túneis, era muito pequeno. "Às vezes não havia espaço para todos se sentarem, por isso faziam turnos, uns sentavam-se enquanto outros ficavam de pé", disse Dom, contando que o treinador os ensinou a meditar para manterem o ânimo e resistirem à fome e ao medo. Foi também o treinador, Ekkapol Chantawong, de 25 anos, que lhes ensinou a beber a água que caía do teto. Sem isso não teriam sobrevivido nove dias até serem encontrados por mergulhadores britânicos.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!
Comentário mais votadoEscreva o seu comentário
  • De jotana14.07.18
    Todos tiveram alguém a quem abraçar e que os esperava com amor. O treinador não tem ninguém a vida obrigou a crescer e amadurecer à pressa. Porque não falam com ele? O que ele sentiu? O que sente? Como se encontra neste momento? E a equipa de resgate? Falem tb com eles.
1 Comentário
  • De jotana14.07.18
    Todos tiveram alguém a quem abraçar e que os esperava com amor. O treinador não tem ninguém a vida obrigou a crescer e amadurecer à pressa. Porque não falam com ele? O que ele sentiu? O que sente? Como se encontra neste momento? E a equipa de resgate? Falem tb com eles.
    Responder
     
     0
    !