Sub-categorias

Notícia

Madrasta de Gabriel Cruz confessa homicídio

Ana Julia Quezada era a única e principal suspeito do assassinato do menino.
13.03.18
A única e principal suspeita do assassinato de Gabriel Cruz, Ana Julia Quezada, já confessou o crime à Guardia Civil. A madrasta da criança foi apanhada em flagrante delito a transportar o cadáver do menino no seu carro, desaparecido desde 27 de fevereiro. 

A mulher ofereceu-se a colaborar com os investigadores e comprometeu-se a realizar uma reconstituição do dia em que matou o pequeno enteado de oito anos. De acordo com o jornal La Vanguardia, Ana Julia não se alongou nas palavras, afirmando apenas que deu uma pancada na cabeça da criança durante uma discussão.

De acordo com o seu depoimento, naquela tarde, Ana Julia saiu de casa depois de Gabriel. Já na rua disse-lhe para a acompanhar até Rodalquilar, em Alméria, onde terão discutido. Nessa altura, a mulher deu uma pancada na cabeça da criança, que imediatamente perdeu os sentidos. Em pânico, a mulher agarrou o menino pelo pescoço, asfixiando-o. 

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!