Primeira sondagem da segunda volta mostra Bolsonaro com 58% e Haddad com 42%

Segunda volta das eleições presidenciais brasileiras realiza-se a 28 de outubro.

A primeira sondagem para a segunda volta das presidenciais brasileiras do próximo dia 28, divulgada no final da noite desta quarta-feira pelo Instituto Datafolha, confirmou o favoritismo do candidato de extrema-direita Jair Bolsonaro, que venceu a primeira volta. Segundo o Datafolha, o capitão da reserva do Exército tem 16 pontos de vantagem sobre o seu adversário, Fernando Haddad, que ficou em segundo na primeira volta, realizada no passado domingo.

Pelo Datafolha, Bolsonaro, do Partido Social Liberal, PSL, que domingo conquistou 46,03 dos votos válidos, surge agora com 58%, também dos votos válidos, ou seja, excluídos os brancos e nulos, como se faz na apuração oficial. Fernando Haddad, do Partido dos Trabalhadores, PT, que substituiu Lula da Silva após a impugnação deste e que na primeira volta alcançou 29,28%, surge nesta etapa derradeira com 42%.

Quando se usa o critério dos votos totais, como era feito nas sondagens da primeira volta, incluindo os brancos e os eleitores que dizem ir anular o voto, os números mudam mas o resultado é o mesmo. Neste caso, Bolsonaro surge com 49% dos votos totais, e Haddad com 36%, havendo ainda 8% de brancos e nulos, 6% de indecisos e 1% que preferiram não opinar.

Entretanto, numa clara evidência da divisão que se vive na sociedade e na política brasileiras, a maior parte dos 35 partidos do país recusou-se a apoiar na segunda volta quer o radical de direita Bolsonaro quer o representante dos governos do PT que levaram o país a uma profunda crise económica, Haddad. Numa situação inédita numa segunda volta de eleições presidenciais brasileiras, pelo menos 12 dos maiores partidos já se manifestaram neutros, outros autorizaram os seus militantes a votarem em quem quiserem mas sem se envolver na campanha, e poucos são os que declararam apoio a um dos candidatos, mesmo assim de forma parcial, pois consideram tanto Bolsonaro quanto Haddad representantes de propostas extremistas que podem incendiar o Brasil. 

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!