Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Vacina da Covid-19 poderá custar entre 42 e 51 euros

Farmacêutica Moderna já está em negociações com vários países, mas preço da vacina é dos mais elevados. Há propostas a valores inferiores.
Maria Vaz 30 de Julho de 2020 às 09:31
Vacina contra Covid-19
Vacina contra Covid-19 FOTO: REUTERS/Arnd Wiegmann
O laboratório farmacêutico da Moderna Inc., um dos que estão na corrida à vacina da Covid-19, anunciou que está a planear fixar o preço do fármaco que está a desenvolver entre os 40 e os 50 euros, segundo revela o ‘Financial Times’. A Moderna terá proposto que duas doses da vacina custem entre os 50 e 60 dólares (ou seja entre os 42,64 euros e os 51,17 euros).

Caso o valor venha a ser confirmado, esta será das vacinas mais caras do mercado, com um preço consideravelmente acima dos já anunciados pelas suas concorrentes Pfizer e a alemã BioNTech, pelo menos no que diz respeito ao acordo com o governo norte-americano, fixado nos 39 dólares (cerca de 33,25 euros) pelas mesmas duas doses. Fonte do laboratório revelou ao diário norte-americano que a farmacêutica já se encontra em negociações com governos de vários países. No entanto, o plano da Moderna tem como prioritária uma distribuição para os Estados Unidos e outros países economicamente mais poderosos. 


Várias farmacêuticas como a Pfizer, a Moderna, a BioNTech e a Merk anunciaram logo os planos para comercializar a vacina contra a Covid-19 com margens de lucro, ao mesmo tempo que outras empresas, como a Johnson & Johnson, recusaram fazer lucro com a venda da vacina. A vacina da Moderna foi a primeira desenvolvida por empresas norte-americanas a chegar à fase dos ensaios clínicos, sendo que o governo dos EUA já injetou cerca de mil milhões de euros na empresa para apoiar o desenvolvimento da vacina.

Bocelli não respeitou o confinamento obrigatório em Itália
O tenor italiano Andrea Bocelli, que já teve Covid-19, revelou que não respeitou as medidas de confinamento em Itália, frisando que foram exageradas. E incentivou os seus compatriotas a não seguirem as regras. Tais declarações não foram bem recebidas, mas Bocelli já disse que foram mal interpretadas.

pormenores
Multas a viajantes
O governo da Galiza anunciou que os viajantes que venham de uma área de alta incidência de infeções, e que não queiram fornecer os seus dados à entrada na Galiza, estão sujeitos a uma multa que poderá ir dos 600 euros aos 600 mil euros.

Estado de emergência
O Parlamento italiano autorizou o prolongamento do estado de emergência até 15 de outubro. O primeiro-ministro, Giuseppe Conte, disse que a medida não é um novo confinamento.

Colapso nos hospitais
A chefe do executivo de Hong Kong, Carrie Lam, alertou que o sistema de saúde e os hospitais do território podem vir a sofrer um colapso devido ao aumento de infeções, pedindo aos cidadãos que fiquem em casa.
Mais informação sobre a pandemia no site dedicado ao coronavírus - Mapa da situação em Portugal e no Mundo. - Saiba como colocar e retirar máscara e luvas - Aprenda a fazer a sua máscara em casa - Cuidados a ter quando recebe uma encomenda em casa. - Dúvidas sobre coronavírus respondidas por um médico Em caso de ter sintomas, ligue 808 24 24 24
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)