Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

Engenheiro teve alta psiquiátrica antes de assassinar a mulher na Azambuja

Daniel Santos foi internado em meados de novembro com “quadro psicótico”.
Sérgio A. Vitorino 10 de Dezembro de 2018 às 01:30
Daniel Santos, de 42 anos, matou a mulher à facada. Um tribunal permitiu que saísse do internamento
Sandra Fonseca Santos tinha 41 anos
Homem mata mulher à facada na Azambuja
Homem mata mulher à facada na Azambuja
Homem mata mulher à facada na Azambuja
Daniel Santos, de 42 anos, matou a mulher à facada. Um tribunal permitiu que saísse do internamento
Sandra Fonseca Santos tinha 41 anos
Homem mata mulher à facada na Azambuja
Homem mata mulher à facada na Azambuja
Homem mata mulher à facada na Azambuja
Daniel Santos, de 42 anos, matou a mulher à facada. Um tribunal permitiu que saísse do internamento
Sandra Fonseca Santos tinha 41 anos
Homem mata mulher à facada na Azambuja
Homem mata mulher à facada na Azambuja
Homem mata mulher à facada na Azambuja
Internado compulsivamente em psiquiatria em meados de novembro, primeiro em Lisboa e depois em Vila Franca de Xira, Daniel Santos, o psicótico que sexta-feira matou a mulher à facada em Azambuja, era um "fator de perigo para bens de natureza pessoal e patrimonial", soube dos peritos em saúde mental o juiz do Tribunal Criminal de Lisboa que, dia 16, manteve o homem hospitalizado de urgência.

No despacho, a que o CM teve acesso, é citado o relatório do Centro Hospitalar Psiquiátrico de Lisboa. Daniel, 42 anos, apresentava "quadro psicótico caracterizado por delírio persecutório e envenenamento, não apresentando crítica para a doença e recusando tratamento/internamento".

O homem acreditava que a mulher, Sandra, 41, o traía e lhe metia veneno de ratos no tabaco, em conluio com a sogra. A GNR da Azambuja recebeu a ordem, dia 16, para notificar Sandra do internamento. No dia 22 o Tribunal de Alenquer, já com o caso por ser da área de residência, deu 5 dias ao hospital para nova avaliação por dois psiquiatras que não os que fizeram o internamento de urgência.

E no dia 26 o juiz de Alenquer remeteu à GNR novo despacho para Sandra, com um prazo de 5 dias para esta requerer "o que tiver por conveniente" em relação a Daniel.

Apesar de todos os riscos, o homem teve alta clínica, em circunstâncias ainda por apurar. Os técnicos de saúde e a Justiça soltaram-no e ele voltou para casa. Psicótico, às 22h50 de quinta- -feira, foi à GNR da Azambuja queixar-se de violência doméstica: tinha dores no peito porque a mulher o envenenava.

Sexta à tarde, sabendo da doença mental do homem, a GNR foi à moradia ver como Sandra estava. Daniel foi levar os dois filhos do casal, de 8 e 12 anos, à avó e no regresso matou a mulher com várias facadas quando esta fazia o jantar.

Grávida sovada recebe botão de pânico
A grávida de 37 semanas agredida pelo marido na rua, em Alverca, a semana passada, deverá receber entre hoje e amanhã o equipamento que permitirá o alerta caso o agressor viole a medida de coação de proibição de contactos e de se aproximar da vítima.

A mulher, de 32 anos, foi agredida na rua. O marido, Luís Santos, de 28, fica sujeito a vigilância eletrónica. Foi travado e detido por um PSP que estava de folga.

Vigilância eletrónica protege 696 vítimas
A Direção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais protege, através de vigilância eletrónica à medida de coação de proibição de contactos, 696 vítimas de violência e outros tantos agressores, num total de 1392 pessoas, assegurou ao CM. O sistema não obriga a uma avaliação da habitação, uma vez que não se trata de uma prisão domiciliária.

Ou seja, pode circular livremente desde que não se aproxime ou contacte a vítima. Os equipamentos - pulseira eletrónica e unidade de posicionamento móvel para o agressor e um botão de pânico para a vítima - são entregues "separadamente" a cada um. Devem andar sempre com os sujeitos.

De acordo com a direção-geral, "os serviços de vigilância eletrónica apenas tomam conhecimento da localização das partes quando ocorre uma interceção das zonas de exclusão".
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)